contato@assai.pr.gov.br | (43) 3262-1313

Webmail

REUNIÃO DISCUTE SOBRE A IMPLANTAÇÃO DE UMA PENITENCIÁRIA EM ASSAÍ - INVESTIMENTO DE 22 MILHÕES DE REAIS


Postado em: 20/05/2020

=REUNIÃO DISCUTE SOBRE A IMPLANTAÇÃO DE UMA PENITENCIÁRIA EM ASSAÍ - INVESTIMENTO DE 22 MILHÕES DE REAIS

REUNIÃO DISCUTE SOBRE A IMPLANTAÇÃO DE UMA PENITENCIÁRIA EM ASSAÍ - INVESTIMENTO DE 22 MILHÕES DE REAIS

Poderes Judiciário, Executivo, Legislativo e a sociedade civil organizada participaram de uma reunião na manhã desta quarta-feira (20) com o objetivo de discutir alternativa para a recuperação dos presos e a sua reintegração à sociedade, através de uma implantação de uma penitenciária em Assaí.

O encontro aconteceu no auditório do CEEP Assaí, com a presença do prefeito Acácio Secci, do procurador jurídico Dr Paulo Roberto Moreira, do Coordenador Regional do DEPEN Dr Reginaldo Peixoto, da Juíza da Comarca de Assaí Dr AngelaToneti Biazuz,do Promotor de Justiça Dr Kelsen Ceriaco de Campos, Delegado Dr Felipe Akio Hirata, Representante da OAB do Paraná subseção de Cornélio Procópio Jonathan Prudencio de A,zevedo,Lincon Costa do DEPEN, Vereadores Amarildo Aparecido Correira, Flavio Amorin, José Andrade, Elcio Santos, Minoru Takazaki e José Andrade, membros do Conselho Comunitário Alicio Maria e Dr Andrera Bernabel Fulan, vice presidente do Conselho de Segurança Racheid Ali Chehade e membros, Pe Paulo Cesar Nogueira, Pr Orlando Junior, Policia Militar,Policia Civil, advogados e secretários municipais.


A Secretaria de Estado de Segurança Pública do Paraná, pretende implantar uma nova penitenciaria no norte pioneiro do estado, e Assaí surgiu como um possível município para para ser implantado o sistema prisional, devido a boa estrutura e proximidade à Londrina.

 

O Coordenador do DEPEN Reginaldo Peixoto explicou que a intenção é implantar um presidio para acomodar os presos da região com o mínimo de dignidade humana, com ações educacionais e profissionalizantes “a unidade terá capacidade para receber 750 presidiários, com oportunidade de ressocialização e profissionalização. Na unidade rege uma disciplina rígida, caracterizada por respeito, ordem, trabalho e envolvimento da família do sentenciado e claro com total segurança para a comunidade e as centenas de servidores que atuarão na unidade”.

 

A contrapartida do município é a doação de um terro entre 2 a 3 alqueires, com estrutura básica com agua, luz, acesso etc.

 

Segundo Peixoto a construção da nova unidade representa um investimento de 22 milhões reais na comarca, levaria cerca de 18 meses após processo licitatório por parte do estado, o que geraria centenas de emprego para a sua construção, e para seu efetivo funcionamento cerca de 200 a 250 contratação de servidores estaduais, gerando desenvolvimento e movimentação no comercio local.

 

O prefeito Acácio Secci agradeceu a participação de todas as autoridades “E muito bom ver pessoas do bem discutindo ações importantes como a segurança pública em nosso município. Iremos avaliar de forma responsável os prós e contras, ouvindo nossa comunidade através de audiência pública sobre a possível implantação da penitencia em nosso município”.

Mais notícias

Galeria de Fotos:

Clique na imagem para ampliar: